Ir para o conteúdo

Originário do Rio Grande do Sul e agora um cidadão do mundo, Luís Só é um artista multimídia com uma trajetória não convencional.

Suas influências variam desde sua própria mãe na infância, atravessando o surrealismo pop, rock, literatura, mídia, esquizofrenia e a cultura afro-brasileira. Através de máscaras e simbologias, Luís transita entre o real e o imaginário em sua pesquisa artística. Sua multidisciplinaridade é notável, visto que atualmente participa de duas bandas de rock and roll, onde é vocalista da banda “Nicolas não tem Banda” e um dos cofundadores da Ouvidor 63, uma ocupação artística em São Paulo. A arte de Luís é um resgate e um respiro de sua mente aos desenhos originários que retratava na infância, livre das amarras e preconceitos que a vida adulta em sociedade frequentemente impõe aos artistas contemporâneos. Graduado em Educação Física pela Ulbra no Rio Grande do Sul, Luís iniciou sua formação artística formal no campo do Design Gráfico, onde estudou na Estácio de Sá no Rio de Janeiro e se aprofundou em Artes na EAV do Parque Lage. Atualmente, o artista integra o grupo Basa, com mentoria do curador de Lucas Veloso, também conhecido como Pexão, e trabalha em seu ateliê no Jardim da Glória, em São Paulo.

Principais Exposições

● 2023 - A Verdade está no Corpo, Paço das Artes ● 2022 - O Erro Faz Arte, Estúdio Lâmina (Centro /SP) ● 2022 - Databasa, Canto (Sumaré /SP) ● 2022 - +100=22/ Quantos Patos na Lagoa? Galeria Barco (Pinheiros /SP) ● 2019 - Nós Levantamos, Colabirinto (Bixiga/SP) ● 2018 - II Bienal de Artes da Ouvidor 63 (Centro /SP) ● 2018 - Instalação O Exercício da Fé, Galeria Transitória (Red Bull Station -Centro/ SP) ● 2016 - Bienal de Artes da Ouvidor 63 (Centro /SP)